segunda-feira, 18 de abril de 2016

As estações da alma ...

Imagem: arquivo pessoal
Parque do Ibirapuera

E a alma também precisa respeitar suas estações...
Deixar de ser verão agitado, acalorado, eufórico, festeiro, frenético, ansioso ... e se permitir ser outono com folhagem caindo, brisa fresca, tardes amenas e noites tranquilas.

Passar pelo inverno e se reservar, se poupar, se restringir, se cuidar, se introspectar numa preparação para florir numa nova primavera, com folhas frescas, flores coloridas e perfumadas exalando o perfume de uma alma renovada e pronta para encarar mais um clico da vida ...

Não há escolha: a vida tem que seguir ...

- Anna Feitoza - 

Nenhum comentário:

Postar um comentário